As conquistas de México-Tenochtitlan e da Nova Espanha. Guerras e alianças entre castelhanos, mexicas e tlaxcaltecas

Autor: Eduardo Natalino dos Santos

*Aguarde alguns segundos para o documento carregar, o tempo pode variar dependendo da sua conexão com a internet. Se preferir, você pode baixar o arquivo clicando no link abaixo.

"As conquistas de México-Tenochtitlan e da Nova Espanha. Guerras e alianças entre castelhanos, mexicas e tlaxcaltecas" por Eduardo Natalino dos Santos. É um livro que explora as conquistas históricas de México-Tenochtitlan e da Nova Espanha, destacando as guerras e alianças entre os castelhanos, mexicas e tlaxcaltecas.
Baixar

Você pode estar interessado

A Mentalidade De Cruzada Na Conquista De México-Tenochtitlán (1519-1521)

Guilherme Queiroz De Souza

"A Mentalidade De Cruzada Na Conquista De México-Tenochtitlán (1519-1521)" por Guilherme Queiroz De Souza. O documento explora a mentalidade de cruzada durante a conquista de México-Tenochtitlán, destacando a influência religiosa e as motivações dos conquistadores espanhóis.

Hernán Cortés - A Memória Do Conquistador

Marcus Vinícius de Morais

"Hernán Cortés - A Memória Do Conquistador" por Marcus Vinícius de Morais. O documento retrata a história e a memória de Hernán Cortés, explorando sua figura como conquistador durante a colonização do México.

Um debate historiográfico sobre a Conquista da Nova Espanha - do “Bom Selvagem” ao Protagonismo Indígena

Vanessa Rafful Dias

"Um debate historiográfico sobre a Conquista da Nova Espanha - do 'Bom Selvagem' ao Protagonismo Indígena" por Vanessa Rafful Dias. O documento apresenta um debate historiográfico sobre a Conquista da Nova Espanha, explorando a transição da visão Eurocêntrica do "Bom Selvagem" para o reconhecimento do protagonismo indígena.

Narrando a Conquista - como a historiografia leu e interpretou os acontecimentos ocorridos no México entre 1519 e 1521

Luís Guilherme Kalil & Luiz Estevam Fernandes

"Narrando a Conquista - como a historiografia leu e interpretou os acontecimentos ocorridos no México entre 1519 e 1521" por Luís Guilherme Kalil e Luiz Estevam Fernandes. O documento explora a forma como a historiografia leu e interpretou os eventos da Conquista do México, fornecendo uma análise crítica das diferentes perspectivas históricas.