+100 Romances Grátis! [PDF]

Se você está procurando romances para ler e baixar gratuitamente, você veio ao lugar certo. Aqui você encontrará romances para todos os gostos.

O que conhecemos como romance é uma obra de natureza literária na qual o autor narra uma ação parcial ou totalmente fictícia.

O objetivo dos romances é produzir prazer estético descrevendo fatos, eventos de grande interesse, personagens, costumes e paixões, entre outros. Todos estes elementos geralmente servem como input para nossa reflexão.

A liberdade que os autores têm quando escrevem um romance permitiu que nos conquistaram com verdadeiras obras-primas. As histórias, os cenários assim como os personagens nos cativaram em diferentes épocas, e continuam a fazê-lo constantemente. 

Há muitos textos classificados como romances, e alguns deles foram até catalogados como grandes clássicos da literatura universal. Nesta seção você poderá desfrutar de cada um deles com nossas coleções de romances em formato PDF.

No final convidamo-lo a visitar:

| Melhores Romances: Os Melhores 20 Romances [Pagos]

| Livros para dar de presente: Melhores 5 Romances para dar de Presente

1) Romances Curtos

O que é conhecido como um romance curto é uma história de expansividade menor do que um romance. Também conhecida como novelette, novella ou nouvelle, ela emprega os dispositivos narrativos de um romance padrão.

Em seus primeiros tempos, o termo romance começou a ser usado como na Itália, significando uma história mais curta do que o romance atual.

Mas com o passar do tempo, o termo novela passou a ser usado para categorizar todas as histórias que eram mais longas do que um conto curto. Isto gerou a necessidade de diferenciar o romance do romance curto.

2) Romances de Amor

Os romances de amor são escritos em prosa e contam uma história cujo foco central é o amor. Estes trabalhos geralmente têm um final satisfatório e otimista.

As narrativas de amor incluem o encontro dos personagens principais, o problema ou conflito de amor, e um final feliz ou positivo.

Dentro dos romances românticos existem vários subgêneros como contemporâneo, sentimental, inspirador e chick lit. Também podemos encontrar obras que misturam amor e ação, ficção científica, aventura, erotismo e história.

3) Romances de Aventura

O romance de aventura é um gênero em que o risco, o mistério e as viagens são narrados. Além disso, neste tipo de história, a ação domina o cenário ao longo de toda a trama.

Como parte de seus enredos característicos, destacam-se a surpresa, o terror, o mistério e o risco.

O protagonista da peça é geralmente apresentado como um herói, e ação física, ousadia, aventuras, cenários exóticos e reversões de fortuna estão constantemente em exibição. Nestas peças, a trama é importante, muito mais do que o lado psicológico dos personagens.

4) Romances de Cavalaria

O romance de cavalaria era anteriormente conhecido como o livro de cavalheirismo. Este é um gênero literário escrito em prosa, cujo sucesso e popularidade na Espanha foi imenso; em Portugal, na França e na península italiana teve menos sucesso durante o século XVI d.C.

Eles começaram a aparecer no final do século XV d.C. sendo escritos até 1602. Após 1550, sua popularidade começou a diminuir. Estes textos literários recontaram as façanhas e os feitos dos cavaleiros.

Hoje estes livros fazem parte de um dos primeiros gêneros de romances e ainda são de grande interesse para muitos leitores.

5) Romances de Ficção Cientifica

Os romances de ficção científica são derivados de uma mistura de ficção, fantasia e obras literárias de terror.

Este tipo de romance ganhou destaque na segunda metade do século XX, graças ao interesse dos leitores pelo futuro. Este interesse foi alimentado pelos avanços tecnológicos e científicos que haviam sido feitos na época.

Em termos gerais, este romance narra possíveis eventos ambientados num cenário imaginário com histórias baseadas nas áreas de ciências naturais, sociais e físicas.

6) Romances de Realismo

Os romances de realismo vieram como uma corrente estética que rompeu com o romantismo. Esta ruptura se aplica tanto ideologicamente quanto formalmente, e ocorreu durante a segunda parte do século XIX.

Este gênero de romance é caracterizado por ter detalhadas e extensas informações sobre personagens, cenas, paisagens, etc. Isto facilita ao leitor imaginar tudo o que foi descrito.

Os romances de realismo são muito populares e atraem uma ampla audiência em todo o mundo ao longo dos anos.

7) Romances Distópicos

Os romances distópicos, também conhecidos como literatura apocalíptica, tratam de sociedades que, embora pareçam felizes, causam sofrimento sistemático a seus cidadãos ou os degradam ao esquecimento.

Este gênero de romances surgiu em 1921 com o engenheiro russo Yevgeny Zamyatin, que lançou sua obra «Nós». A distopia cria um futuro sem liberdades e privacidade, onde a tecnologia e a ciência são implementadas por elites que escravizam a humanidade.

Outras obras de renome que pertencem a este tipo de romance são «Admirável Mundo Novo» de Aldous Huxley, «1984» de George Orwell e «Fahrenheit 451» de Ray Bradbury.

8) Romances Epistolares

Este tipo de livro é caracterizado pelo fato de que não há narração ou diálogo entre os personagens; o que existe entre eles são cartas. As cartas, também chamadas de epístolas, são o meio pelo qual o autor conta a história.

O personagem principal, seja um ou vários, geralmente é fictício e se expressa através das cartas, dirigidas a um ou vários destinatários. Estas cartas narram eventos e até apresentam conversas.

Este gênero de romance é antigo, mas foi usado principalmente no século XVIII, e desde então se desenvolveu consideravelmente.

9) Romances Góticos

O romance gótico teve origem no final do século XVIII na Inglaterra, e está ligado ao gênero de terror. O subgênero do terror é a mais popular destas obras literárias, misturando ficção, morte, terror e às vezes romance.

A origem deste tipo de romance é atribuída a Horace Walpole, um autor inglês de «O Castelo de Otranto», cujo subtítulo é «Uma História Gótica».

Obras de natureza gótica se focalizam na emoção como terror prazeroso. Entre os prazeres mais comuns e populares entre os leitores estava o «sublime», que é descrito como um sentimento não-descritivo capaz de levar os leitores além de si mesmos.

10) Romances Históricos

O romance histórico tomou forma durante o Romantismo do século XIX, e continuou a evoluir com grande sucesso durante os séculos XX e XXI.

Estas obras literárias empregam uma trama fictícia e com aspeito característico acontecem num cenário histórico específico, e eventos históricos reais podem ter um nível de relevância para a história.

Geralmente, neste tipo de romance, os protagonistas são personagens secundários fictícios ou reais, ao invés de personagens históricos e reais.

11) Romances Juvenis

Os romances juvenis são aqueles destinados especialmente a um público que se encontra no meio da juventude. Eles geralmente têm uma função de entretenimento, educação da leitura e didática.

A ficção juvenil geralmente trata de temas como tragédia, guerra ou amor, sendo muito semelhantes a histórias para adultos. No entanto, uma técnica mais linear é aplicada aos trabalhos destinados aos jovens.

O público jovem cresceu ao longo dos anos, graças às obras literárias desenvolvidas para eles.

12) Romances para Adolescentes

Os romances para adolescentes são uma ferramenta poderosa para cultivar a leitura entre os jovens. Estes trabalhos não só permitem o desfrute de uma atividade lúdica, mas também são uma ferramenta didática, pois ajudam no desenvolvimento do pensamento crítico na população adolescente.

Os romances deste tipo têm um léxico adequado e manejável para os jovens, são uma leitura experimental, não são limitados por tabus, mas mantêm o bom gosto e mantêm a qualidade literária das obras classificadas como romances.

Estes livros são ideais para adolescentes que amam a leitura, ou para aqueles que desejam começar a ler.

13) Romances Policiais

O que é conhecido como romance policial, detetivesca ou novelas do crime, geralmente apresenta um protagonista que serve como detetive ou investigador particular.

A história se desenrola conforme o personagem principal investiga um evento ou conjunto de eventos, entrevistando e interagindo com os personagens envolvidos. Ele também investiga as pistas ou provas relacionadas com o crime.

Além disso, em seu modo noir, este tipo de romance retrata problemas sociais, morais e coletivos com um alto grau de consciência.

14) Romances Românticos

O romance romântico, também conhecido como novela rosa, é um gênero narrativo literário de origem ocidental.

É uma variedade do conto novelista que surgiu na era moderna, incluindo cenários e personagens comuns. Suas histórias narram os problemas vividos pelos amantes cujo amor triunfa diante da adversidade.

Estas obras literárias são muito populares, pois geralmente oferecem uma história adequada de romance e amor.

1) Mulherzinhas por Louisa May Alcott

Mulherzinhas é uma novela que desenvolve temas profundos e humanos dentro de sua interessante trama. Publicado em 1868, após a Guerra Civil Americana, conta a história de quatro irmãs: Megan (Meg), Josephine (Jo), Elizabeth (Beth) e Amy. Todos eles têm que viver com o desapego e a privação econômica de seu pai devido à situação política e social de seu tempo.

À medida que o romance avança, vemos a psicologia de cada uma das irmãs, como elas enfrentam os desafios da transição para a vida adulta, bem como a superação de suas falhas e o fortalecimento de suas virtudes.

2) Noites Brancas de Fyodor Dostoyevsky

Noites Brancas é um pequeno romance do famoso escritor russo Fiódor Dostoyevsky. É uma de suas primeiras obras. Foi publicado em 1848, tornando-o seu quarto romance. A trama acontece durante quatro noites brancas, um fenômeno natural no qual o sol parece não se pôr completamente, de modo que a escuridão nunca vem realmente.

O narrador tem o hábito de ir passear, agora durante as noites brancas. Nestas caminhadas ele conhece Nástenka, uma mulher que vive com sua avó cega e controladora. Depois de defendê-la de um atacante, Nástenka concorda em ser seu amigo, com a única condição de que não se apaixone por ela. E embora o narrador faça a promessa, à medida que a trama avança, ele parece não cumpri-la.

3) A Metamorfose de Franz Kafka

A Metamorfose é um clássico da literatura mundial, escrito pelo tcheco Franz Kafka e publicado em 1915. É uma história esquisita. Muitos críticos literários acreditam que é uma metáfora para o homem que cresceu na era industrial, tratado como um novo escravo, condenado a viver os maus tratos e as injustiças do sistema.

É um pequeno romance que fala da curiosa transformação de Gregorio Samsa num inseto. Todos os acontecimentos que se desdobram deste estranho fenômeno criam uma tensão narrativa crescente que não cessa até o final da história.

4) Um cântico de natal de Charles Dickens

Um conto de Natal é um pequeno romance do escritor britânico Charles Dickens. Foi publicada pela primeira vez em dezembro de 1843 e desde então se tornou uma história orientadora nas tradições familiares tanto do Reino Unido como dos Estados Unidos, especialmente na época do Natal.

Ebenezer Scrooge é um homem egocêntrico e materialista. Isto o impede de compartilhar com sua família e ser caridoso com os pobres, entre outras coisas. Mas, sua atitude muda completamente após ser visitado por um grupo de fantasmas na véspera de Natal.

Durante a narração veremos a conversão deste personagem peculiar que nos deixará importantes lições de vida.

5) Em Busca do Tempo Perdido por Marcel Proust

Em Busca do Tempo Perdido é uma saga do escritor francês Marcel Proust, publicada entre 1913 e 1927. É uma obra-prima da literatura mundial, dividida em sete romances que mergulham na condição humana através do protagonista, que faz uma viagem através de suas memórias e das relações tecidas ao longo da trama.

O primeiro romance deste compêndio se intitula Swann ‘s Way e contém uma descrição de suas memórias de infância que é talvez o fragmento mais representativo de sua obra, bem como um dos mais conhecidos pelos leitores de todo o mundo.

Reflexões, assuntos amorosos e os trágicos acontecimentos da guerra afetam o sensível jovem Swann, que está num período de transição de vida e deseja se tornar um escritor.

6) Dom Quixote de la Mancha por Miguel de Cervantes

O engenhoso Fidalgo Dom Quixote, escrito pelo famoso escritor espanhol Miguel de Cervantes e publicado entre 1605 e 1615, é um bastião da literatura espanhola e universal. Trata-se das desventuras e aventuras de Dom Quixote, o alter-ego de Alonso Quijano, que, sendo um fã de romances de cavalaria, um dia acorda acreditando ser um cavaleiro errante.

Os delírios de Dom Quixote o levam a enfrentar moinhos de vento e a resgatar princesas que estão apenas em sua imaginação. Esta é uma obra que marca o início do romance moderno, pois envolve uma série de elementos e recursos inovadores que imortalizaram sem dúvida Miguel de Cervantes e fazem de Dom Quixote um livro que é sempre relevante.

7) As Ligações Perigosas de Pierre Choderlos de Laclos

As ligações perigosas é um clássico romance epistolar, escrito por Pierre Choderlos de Laclos e publicado em 1782. Trata-se de uma manobra cruel e maquiavélica da Marquesa de Merteuil e do Visconde de Valmont, que levam uma vida debochada e se regozijam nela por cartas.

Um dia, Merteuil elabora um plano no qual Valmont vai seduzir os jovens, frescos de um convento, Cécile de Volanges. Em troca, a Marquesa permitiria que o Visconde dormisse com ela. O objetivo de Merteuil era manter o tutor de música de Cécile, por quem a jovem ingênua estava apaixonada.

Mas os planos não correram tão bem quanto ela esperava e todos eles terão que pagar as consequências dos finais trágicos que serão desencadeados.

8) O Processo de Franz Kafka

O Processo é um romance póstumo de Franz Kafka, baseado num manuscrito que ele deixou inacabado antes de sua morte. É considerada uma obra-prima e está incluída em várias listas dos melhores livros da história. A trama gira em torno de Josef K., um gerente de banco, que é preso uma manhã pelas autoridades, que não lhe dão outra explicação além de que ele está num julgamento.

A partir desse momento, ele entra num inferno para tentar se defender contra um crime que desconhece, dando passos cegos num processo pelo qual se impossibilita para ele ter acesso à justiça.

9) Lady Susan por Jane Austen

Lady Susan é um romance epistolar escrito por Jane Austen e publicado postumamente em 1871. Trata-se de uma viúva na casa dos 30 anos que tenta encontrar um marido para si e sua filha de 16 anos.

No entanto, em Lady Susan não encontramos uma mulher dócil e demente que mantenha seus modos, mas uma anti-heroína egoísta que não tenha dúvidas em procurar maridos de homens mais jovens do que ela, enquanto tem um relacionamento com um homem casado.

Este romance é muito diferente do resto da obra do escritor e, segundo os críticos, não é comparável a outras obras literárias do século XIX.

10) O Tacão de Ferro de Jack London

O Tacão de Ferro é um romance distópico, escrito por Jack London e publicado em 1908. É considerado por muitos como um trabalho profético do que se tornaria o sistema capitalista de hoje. No romance, Londres fala de um regime oligárquico, totalitário, que governou durante 400 anos.

Em seu último século, o sistema foi abalado por revoltas da classe trabalhadora que se tornaram cada vez mais fortes e mais relevantes. A sociedade foi dividida em três campos: a oligarquia, o proletariado e os mercenários. Estes últimos tomaram um lado ou outro de acordo com sua conveniência na ocasião. Eventualmente, os conflitos constantes sacudiram o calcanhar de ferro.

11) Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley

Admirável Mundo Novo é um romance distópico, escrito por Aldous Huxley e publicado em 1932. Estabelecida em um tempo futuro, a história contém todos os elementos trágicos, mas sobrepostos, que levam uma sociedade à repressão, ao totalitarismo e ao extremo controle da vida humana.

A humanidade tinha sido atormentada por guerras e suas terríveis consequências, e é por isso que os cidadãos pediram ao estamento político que assumisse o controle total e suprimisse qualquer forma de sofrimento humano.

A partir de então, a sociedade foi sujeita a mudanças como infertilidade, reprodução artificial, doutrinação desde o nascimento, divisão de castas, eliminação da família, supressão de emoções e deboche sexual. Foi assim que o Estado Mundial funcionou, até que o protagonista começou a questionar tudo isso.

Bem, aqui termina nossa coleção de Romances. Esperamos que você tenha gostado e já tenha pensado seu próximo livro!

Se você achou útil essa lista, não esqueça de comparti-la nas suas principais redes sociais. Lembre-se de que «Compartilharé se Importar”

E se você tiver um livro para recomendar, pode fazê-lo nos comentários.