+50 Livros de Esoterismo Grátis! [PDF]

As artes do ocultismo estão presentes há milhares de anos em diferentes civilizações e momentos históricos. Sabemos que é um tema de interesse e por isso reunimos livros sobre esoterismo em formato PDF, que você pode acessar nesta seção.

O ocultismo sempre se refere a fenômenos que acontecem no interior, na essência das pessoas e para ser iniciado nas suas diferentes práticas é necessário atender a certos requisitos. Para saber mais em profundidade sobre isto, consulte nossos livros de esoterismo.

O esoterismo tem sido relacionado, na cultura ocidental, com uma série de pseudociências, tais como astrologia, magia, alquimia, tarot, clarividência, entre outras.

Embora no campo científico elas sejam descartadas, a verdade é que grandes grupos de pessoas as valorizam e as utilizam para obter soluções para seus problemas e, em geral, para viver uma vida melhor.

Além da falta de provas científicas de seus postulados, se suma a grande persecução que sofreram seus fiéis na Idade Média. Época na qual todas essas artes esotéricas eram condenadas e catalogadas como bruxaria.

Hoje em dia, essa ideia permanece na nossa imaginação coletiva, no entanto, isso não impediu o avanço do esoterismo na era moderna.

Os fenômenos paranormais são levados muito a sério por certas comunidades e foram feitas tentativas para dar-lhes um caráter mais científico, embora sem muito sucesso. Atualmente, a mediunidade, o psiquismo e a metafísica encontram muitos seguidores.

Neste sentido, o esoterismo é um mundo inteiro ainda a ser explorado, e parece continuar sua evolução, apesar do pensamento racional que tenta desacreditá-lo. Há muitos pensadores contemporâneos que consideram as limitações da mente humana que tentam raciocinar tudo como um obstáculo para a abertura em direção a outras dimensões da consciência.

Por outro lado, cada vez mais pessoas estão tentando integrar a ciência e a espiritualidade, em vez de separá-las. O esoterismo também está muito relacionado com a ideia de criar pontes entre os dois paradigmas.

No entanto, nem todos parecem estar destinados a praticá-lo, pois um dos seus princípios dita que somente aqueles que possuem o dom podem abrir a porta para aqueles planos energéticos ou espirituais que ninguém mais poderia perceber. As habilidades extra sensoriais ainda são consideradas “raridades” que nem todos estão dispostos a desenvolver.

A verdade é que as mancias esotéricas estão longe de desaparecer, desde que o mundo seja um lugar onde encaixamos todos. Atrás ficou o obscurantismo medieval, dando lugar a uma era de tentativa de lançar luz sobre assuntos do espírito.

Saiba mais sobre este interessante assunto dando uma olhada nas nossas coleções de livros esotéricos, que abrirão as portas para a magia cada vez mais iluminada do ocultismo.

1) Livros de Alquimia

Alquimia é uma crença esotérica que está ligada à transmutação da matéria. A teoria mais aceita sobre a origem etimológica da palavra alquimia é aquela que é formada com o prefixo árabe al- e a palavra grega khyma que significa “mistura ou fusão de líquidos”.

A alquimia como precursora dos conhecimentos químicosfísicos e astronômicos que conhecemos hoje, teria chegado ao seu apogeu em Alexandria onde o conhecimento da filosofia dos Antigos Gregos estava unido à tecnologia dos Antigos Egípcios. As escolas de alquimia foram muito populares por perto de 2.500 anos, em regiões como Mesopotâmia, Egito Antigo, China, Índia, Grécia Antiga e Império Romano.

A alquimia teve uma má reputação durante grande parte da sua história. Em alguns lugares costumava ser a arte dos enganadores e charlatães, e na Europa cristã medieval era considerada uma fonte de conhecimento ocultista, bruxaria e cabalismo.

2) Livros de Astrologia

Denomina-se como astrologia o estudo da posição e dos movimentos das estrelas e sua influência sobre as pessoas e os acontecimentos no mundo. Nos seus primeiros tempos, a astrologia era até considerada uma disciplina acadêmica de nível científico. No entanto, com as descobertas e a evolução da física e da astronomia, ela foi relegada para segundo plano.

Dentre todas as constelações do firmamento, apenas 12 fazem parte da astrologia. Elas são as constelações zodiacais e correspondem aos 12 meses do ano. O conhecimento do zodíaco é atribuído aos caldeus e assírios e estima-se que tenha sido descrito cerca de 1000 anos antes de Cristo. No entanto, o conhecimento astrológico é universal, pois existem muitas civilizações diferentes que utilizaram este tipo de conhecimento.

Os astrólogos utilizam cálculos matemáticos para estabelecer as coordenadas apropriadas, calculando a posição dos planetas e vendo como estes se relacionam com as predisposições pessoais de cada indivíduo.

3) Livros de Bruxaira

bruxaria é o conjunto de práticas mágicas e supersticiosas desenvolvidas por bruxas e magos. Os humanos acreditam na bruxaria desde a pré-história, embora as interpretações do fenômeno variem de acordo com a cultura e o tempo.

As bruxas e praticantes de bruxaria foram condenadas à morte na Europa até o século XVIII. Antes disso, a bruxaria era considerada um ato de heresia pela Igreja Católica e submetida à Inquisição.

A bruxaria, como muitas outras práticas mágicas, é considerada uma prática negra porque apela a espíritos, personagens e formas que as religiões oficiais não reconhecem e que são entendidas como irreais ou inócuas.

4) Livros de Budismo

budismo é basicamente uma religião não teísta, mas também representa uma filosofia, um método de treinamento espiritual e um sistema psicológico. Foi desenvolvido a partir dos ensinamentos de Siddhartha Gautama Buda, que viveu no nordeste da Índia no século V AC.

O budismo tem como preceito a reencarnação do ser humano, a fim de libertá-lo do sofrimento material. O mundo budista, caracterizado por não ter nem um começo nem um fim, considera o estado nirvana como o estado ideal alcançado pelo indivíduo quando ele se liberta dos seus apegos.

Tornar-se um budista no sentido pleno envolve comprometer-se com os ideais centrais do budismo. Estes são o Buda, ou o ideal da iluminação; o Darma, os ensinos e práticas do budismo; e a Sanga, a comunidade de pessoas que também seguem o caminho que proporciona amizade, encorajamento, inspiração e orientação.

5) Livros de Clarividência

Um clarividente é um indivíduo que tem uma capacidade sobrenatural de antecipar o futuro ou de descobrir o que não se conhece. Como estas faculdades são impossíveis de verificar através do método científico, pode-se dizer que o clarividente as atribui a si mesmo sem poder provar a validade da sua afirmação.

Entre os diferentes tipos de videntes há aqueles que anunciam o futuro, outros que adivinham eventos passados. Outros que exercem a visão remota, que hoje em dia é uma tendência que muitos praticam e que lhes permite anunciar eventos atuais ou contemporâneos, ou seja, a curto prazo.

Há também os chamados médiuns ou clarividentes espirituais que entram em contato com os espíritos, ou seres que habitam outro plano astral.

6) Livros de Feitiços

Entendemos por feitiço qualquer ato ou ação que visa transformar ou alterar a realidade a partir do uso de métodos normalmente considerados obscuros pela religião, métodos que podem recorrer à magia negra, bruxaria ou outras formas de práticas não oficiais.

Quando o objetivo do feitiço é adivinhar o futuro é chamado de feitiço e quando visa subjugar a vontade de outra pessoa ou objeto ou influenciá-los, um encantamento, uma maldição ou uma bênção. É um componente substancial de muitas religiões pagãs e também faz parte de algumas religiões monoteístas, enquanto outras, como o Cristianismo, proíbem explicitamente sua prática.

O uso de feitiços remonta aos magos do zoroastrismo e ao antigo Egito, que juntos formaram o segredo da religião helenística e das religiões de mistério grega e romana. Todos contêm exemplos antigos do uso de “palavras mágicas”, varinhas e outras ferramentas, rituais, círculos mágicos, símbolos ou sigilos de mistério e médiuns espirituais.

7) Livros de Kabbalah

Kabbalah ou Cabala é a disciplina que se propõe a transformar a realidade através das palavras. Esta definição – que é muito semelhante às propostas psicanalíticas – inclui três aspectos: o teórico, o meditativo e o prático, a fim de aumentar a complexidade.

É uma forma judaica de gnose e visa penetrar no conhecimento dos mistérios da divindade. A tradição mística judaica que floresceu no ensino de duas escolas: a escola prática baseada na Alemanha, que se concentrou na oração e meditação e a escola especulativa da Provença e da Espanha nos séculos XII e XIV.

Os ensinos da Kabbalah são baseados em vários livros. Os dois mais importantes são o Sefer Yetzirah (de formação) e o Zohar (o texto básico de cada praticante). Entre as aulas oferecidas na Cabala estão: meditação, astrologia, leitura de textos em hebraico, filosofia quântica ou a leitura da linha das mãos.

8) Livros de Lei da Atração

lei da atração é uma crença que se baseia na energia que emitimos (alta / baixa – positiva / negativa) será capaz de atrair outra energia semelhante à que emanamos. Esta Lei é uma filosofia metafísica (em vez de física) que diz que seu poder de pensamento afeta seu mundo exterior, de maneiras que vão muito além do reino físico.

A Lei da Atração afirma que você atrairá para sua vida tudo o que dedicar sua energia, foco e atenção, queira ou não. Mahatma Gandhi já disse:

Mantenha seus pensamentos positivos, porque seus pensamentos se tornam suas palavras. Mantenha suas palavras positivas, porque elas se tornam seus comportamentos. Mantenha o comportamento deles positivo, pois o comportamento deles se torna seus hábitos. Mantenha seus hábitos positivos, porque seus hábitos se tornam seus valores. Mantenha seus valores positivos, porque seus valores se tornam o seu destino.

9) Livros de Magia Branca

magia branca é aquela destinada a fazer o bem ou para fins de caridade. É usado há anos por: padres, adivinhos, imperadores, entre outros.

Inicialmente, foi usado para evitar maus presságios e melhorar as colheitas.
Foi usado na Roma Antiga, na Atenas Antiga e no Egito Antigo; com o uso de muitos métodos. Alguns desses métodos eram: amuletos, poções, infusões, talismãs, entre outros. Isso lhe conferiu uma importância histórica e, hoje, uma relevância ímpar, tornando-o amplamente utilizado pelas pessoas.

A magia branca traz resultados como: cura, prosperidade, bênçãos, bens materiais, etc. Dentro da magia branca existem feitiços de proteção, feitiços catalisadores de boa sorte e invocações, geralmente com a ajuda de fumaça de incenso, que são feitos em homenagem às entidades protetoras dos mágicos.

10) Livros de Magia Negra

É uma ciência oculta que tenta produzir efeitos opostos aos das leis naturais em favor do praticante. Neste sentido, a magia negra também pode ser definida como uma série de conhecimentos e práticas de encantamentos para subjugar os maus espíritos das forças malignas ocultas para causar danos a outros.

magia negra é normalmente praticada em espaços privados e não à vista do público, uma vez que é considerada, em certo sentido, prejudicial. Apesar de seu estilo e de tudo o que a magia negra implica, há muitas pessoas que não acreditam nela e nos poderes que podem ser invocados por suas práticas.

Esta magia recorre a rituais e ações que podem envolver violência contra humanos e até mesmo animais para obter resultados. Além disso, o uso de cadáveres é às vezes utilizado para realizar trabalhos de necromancia.

11) Livros de Numerologia

Baseada em conhecimentos empíricos e científicos, antigos e contemporâneos, crenças e tradições, a numerologia é uma prática divinatória que estabelece uma relação mística entre números e seres vivos, assim como entre forças físicas e espirituais.

numerologia é a idéia de que o universo é todo um sistema e uma vez decomposto ficamos com os elementos básicos, que são os números. Estes números podem ser usados para nos ajudar a entender melhor o mundo e a nós mesmos como indivíduos.

Nos tempos antigos era tratada como uma ciência pelos primeiros matemáticos, até mesmo a teoria da “música das esferas” por Pitágoras, que acreditava que o comportamento do Universo correspondia a uma série de proporções numéricas que mantinham uma harmonia. Mas atualmente se tem descartado seu uso no campo científico.

12) Livros de Ocultismo

O grupo de pseudociências, doutrinas e atividades ligadas à magia e ao mistério é conhecido como ocultismo. Dedicar-se a estes assuntos que afirmam controlar o mundo natural e aproximar-se dos universos ocultos também é chamado de ocultismo.

ocultismo está relacionado a operações que parecem depender além dos 5 sentidos, por isso se afirma que o ocultismo tem a ver com a presença de forças espirituais e, esta prática tem como finalidade adivinhar o passado, presente e futuro, assim como curar doenças.

As correntes e disciplinas que a compõem são feitiçaria, cartomancia, palmácia, adivinhação, tarot, espiritualismo ou bruxaria, entre muitas outras. Em todos eles há um componente secreto, ou seja, é um conhecimento não acessível à maioria.

13) Livros de Poder Mental

O poder mental é a capacidade do cérebro de exercer suas funções cognitivas, uma faculdade que todos os seres humanos possuem em maior ou menor grau.

Não se fala de precognição ou telepatia; mas sim a capacidade intelectual do ser humano, a capacidade de compreender e aprender conceitos mais ou menos complexos, o poder de imaginar ou refletir, a capacidade de analisar racionalmente um problema a fim de encontrar a solução mais correta

“Se nosso corpo estiver estressado, cansado, ou se estivermos chateados, ansiosos, irritados e com uma atitude negativa, bloquearemos nossa capacidade de gerar respostas saudáveis ​​e objetivas”, explica a especialista Mariana Spalvieri.

14) Livros de Reencarnação

reencarnação refere-se a uma crença religiosa que sustenta a idéia de que a essência das pessoas pode adquirir um corpo material repetidamente à medida que morrem. Muitas religiões em todo o mundo sustentam esta crença, como o budismo e o hinduísmo.

Para o hinduísmo, a reencarnação faz parte de um ciclo conhecido como carma. Este é um tipo de roda ou corrente na qual as ações de uma pessoa afetam suas sucessivas reencarnações até que o dharma seja suficiente para terminar o ciclo. O budismo nega a existência de um eu permanente que se reencarna de uma vida para a outra.

Buda afirma que a única coisa que passa de uma vida para a outra é o carma. Por outro lado, na filosofia grega, um expoente da reencarnação foi Platão, embora nem todos os filósofos acreditassem nela, por exemplo, Aristóteles.

15) Livros de sonho

Dormir em repouso é uma função psicobiológica necessária ao homem e que lhe permite recuperar sua atividade física e psíquica. Para fazer isso, os humanos desativam nosso corpo e se colocam em um estado que permite que ele se restaure.

Durante o sono, todas as atividades e comportamentos são possíveis e permitidos. Os sonhos dependem das experiências vividas por cada ser humano; também podem ser pesadelos, atividades oníricas que fazem a pessoa se sentir desconfortável e ameaçada.

A melhor abordagem para a interpretação dos sonhos é uma questão com a qual os psicólogos têm dificuldade em concordar. Muitos, como Sigmund Freud, aderem à ideia de que os sonhos apontam para desejos inconscientes, enquanto outros, como Calvin S. Hall, defendem uma abordagem cognitiva na qual os sonhos refletem diferentes partes de nossas vidas despertas.

16) Livros de Tarô

tarô é uma técnica de adivinhação na qual um baralho de cartas (geralmente 78 cartas) com as que se analisam os fatos passados ou presentes ou mesmo aqueles eventos que supostamente acontecerão no futuro. Os cartões estão destinados a oferecer informação sobre as verdades mais íntimas do seu ser superior.

O Tarô é um jogo de cartas utilizado em muitos países da Europa desde meados do século XIV. Durante o século XVIII, algumas das cartas de tarô começaram a ser usadas para ler o futuro, formando maços personalizados para a cartomancia e desenvolvidos para esses fins ocultos.

As pessoas que acreditam na autenticidade deste conhecimento expõem ao tarorista algum problema ou preocupação (por exemplo, amor, trabalho ou família) e o leitor de tarô consulta as cartas para dar uma resposta sobre a questão planificada.

17) Livros de Teosofia

O termo teosofia significa literalmente «sabedoria de Deus». Foi usado pela primeira vez por alguns filósofos platônicos na Idade Média. Neste contexto, o teosofista é uma pessoa que conhece a realidade porque é inspirado por Deus. A teosofia tem uma base intuitiva.

Embora os primeiros exemplos do pensamento teosófico apareçam em tratados metafísicos em sânscrito do século VII a.C., a teosofia é frequentemente associada no Ocidente com Helena Petrovna Blavatsky, uma ocultista ucraniana que reivindicou habilidades mediúnicas e afirmou ter recebido sua doutrina de professores religiosos que tinham alcançado um plano superior de existência.

Um elemento central é a fé nos «Grandes Mestres» ou «Mahatmas» e nas supostas revelações destes personagens, cuja doutrina deve ser aceita sem questionamento.

18) Livros Zen

O Zen é baseado na busca de esclarecimento através de técnicas que evitam esquemas conceituais. Originalmente, o budismo dependia de uma progressão de diferentes estados de meditação como um caminho para a elevação. Para o Zen, há um acesso direto e espontâneo ao estado superior que precede o nirvana, sem a necessidade de experimentar os estados anteriores.

A meditação Zen, como todo pensamento Zen, caracteriza-se pelo desejo de acabar com tudo o que é desnecessário ou supérfluo. Isto é feito porque, ao eliminar o ruído ao nosso redor (seja acústico, visual, emocional, etc.), a mente se torna mais calma e mais capaz de se concentrar no processo meditativo.

O Zen Budismo parte de um princípio geral: nossa vida está em nossas mãos e depende de nós o que fazemos com ela. Esta ideia ou princípio não é alcançado de forma misteriosa, mas requer um processo de preparação mental, e este processo pode ser treinado através da prática do Zen.

Bem, aqui termina nossa coleção de livros grátis de Esoterismo. Esperamos que você tenha gostado e já tenha pensado seu próximo livro!

Se você achou útil essa lista, não esqueça de comparti-la nas suas principais redes sociais. Lembre-se de que «Compartilharé se Importar”

E se você tiver um livro para recomendar, pode fazê-lo nos comentários.