Home > Livros > Orgulho e Preconceito

Orgulho e Preconceito por Jane Austen

Você é um amante dos romances de Jane Austen? Vamos falar sobre seu trabalho mais importante, Orgulho e Preconceito, e você pode ler e descarregar o trabalho em formato PDF absolutamente grátis.

Jane Austen é considerada a escritora mais importante do Reino Unido, depois de Shakespeare, e Orgulho e Preconceito foi sua obra-prima. Escrito em 1796, só foi publicado em 1813, logo depois de ter sido rejeitado por uma editora.

Este romance oferece uma visão crítica da sociedade do início do século XIX na Inglaterra, reinada por George III, onde os casamentos eram vistos como um negócio que mantinha ou, em alguns casos, melhorava o status econômico e social do casal e de suas famílias.

No final convidamo-lo a visitar:

| Livros Gratis: +100 Livros de Amor ¡Gratis! [PDF]

| Melhores Livros Amor: Os Melhores 20 Livros de Amor [Pagos]

| Autores Amor: 25 Autores de Livros de Amor e Romance que Você Deveria Conhecer

Orgulho e Preconceito em formato PDF

* Aguarde alguns segundos para que o documento seja carregado, o tempo pode variar dependendo de sua conexão de internet. Se preferir, você pode fazer o download do arquivo, clicando no link abaixo.

Carregamento de ficheiro

Baixar

Resumo do Orgulho e Preconceito

O romance conta a história de amor de Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy. Elizabeth é a segunda de cinco irmãs, nascida de um casal não muito rico que viveu no campo.

Devido à sua situação econômica, e como era lógico na época, a Sra. Bennet, mãe de Elizabeth, sonhava em casar suas cinco filhas com homens bem posicionados economicamente para garantir o futuro da família.

Por esse motivo, ela ficou emocionada quando ouviu a notícia de que Charles Bingley, um solteiro rico, estava alugando uma propriedade no bairro para passar algum tempo com suas irmãs. Foi uma excelente oportunidade para casar uma de suas filhas com ele.

A oportunidade ideal chega quando eles recebem um convite para um baile público na aldeia vizinha de Meryton, onde o desejo da Sra. Bennet se realiza: Bingley cai presa dos encantos óbvios de Jane, a filha mais velha.

No entanto, estando acompanhados de sua irmã, Caroline Bingley, e sua boa amiga, a milionária Fitzwilliam Darcy, sua impressão não foi menos importante.

Sua irmã imediatamente se opôs, devido à baixa classe econômica de Jane, uma desaprovação à qual o Sr. Darcy também se juntaria pouco tempo depois.

Mas Jane e Bingley não foram os únicos a se encontrar, Elizabeth e Darcy também se encontraram. Ela o percebeu como arrogante e frio, ainda mais depois de ter ouvido uma conversa entre Darcy e Bingley, onde Bingley sugere que ele se aproxime de Elizabeth, mas Darcy lhe diz que ela não é bonita ou encantadora o suficiente para tentá-lo.

Isto feriu o orgulho de Elizabeth, e ela retaliaria intervindo desafiadora e desafiadoramente em conversas naquela noite e em eventos futuros. No fundo, no entanto, ela se sentia atraída por ele.

Duas coisas ficaram claras depois da bola: Jane e Bingley haviam se apaixonado; Elizabeth foi machucada em seu ego por Darcy.

Embora os sentimentos de Elizabeth não mudassem, numa noite posterior em Netherfield, Darcy já mostrava sua admiração por ela, eles dançavam e trocavam palavras de censura, mas a conversa foi dominada pela rudeza de Lizzie, como ela foi carinhosamente chamada em sua família.

Uma série de eventos infelizes começou a fortalecer a visão negativa de Lizzie sobre Darcy. Numa visita à casa de sua amiga Charlotte, uma amiga mútua lhe disse que Darcy tinha a ver com a decisão de Bingley de se afastar de sua amada irmã.

Isto a enfureceu, pois já havia muitos eventos infelizes em torno deste homem para amargar sua existência.

No entanto, para Darcy a história era diferente; cada encontro com Elizabeth o fez admirá-la mais. Agora ele conhecia suas idéias não convencionais, seu grande interesse em ler e cultivar suas paixões, assim como seu desapego às coisas materiais e sua beleza magnética.

Será que o amor triunfará sobre a convenção social e o orgulho?

Perguntas Freqüentes sobre Orgulho e Preconceito

Por que ler Orgulho e Preconceito?

Orgulho e Preconceito é um clássico da literatura mundial, por isso seus temas são sempre relevantes. Além de contar uma história de amor, ela também retrata a sociedade inglesa do início do século XIX.

Se você estiver interessado em viajar para outros tempos e lugares através de livros, com Orgulho e Preconceito você será capaz de fazê-lo através de personagens incríveis e uma narrativa magistral.

O que é Orgulho e Preconceito?

Orgulho e Preconceito conta a história de amor entre Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy numa sociedade que vive pelas aparências e onde o status econômico foi um fator decisivo no estabelecimento de casamentos.

Elizabeth e o Sr. Darcy se envolvem em eventos infelizes que dificultam um possível relacionamento entre eles.

O que inspirou Jane Austen a escrever Orgulho e Preconceito?

Sua própria vida e o contexto social no qual ela estava imersa.

A sociedade burguesa do século XIX estava mais interessada na conveniência dos casamentos do que no amor real e no cultivo de talentos, especialmente das mulheres, que eram deixadas em segundo plano.

Qual é a mensagem de Orgulho e Preconceito?

Em Orgulho e Preconceito aprendemos que o verdadeiro amor supera todas as provas de uma sociedade.

Nenhum convencionalismo pode superar o poder do afeto, portanto, a felicidade é sempre possível.